Falando da Vida

Um blog de reflexões sobre a vida. Espaço de temas sociais e humanos.

freepik

licença: freepik

Em um determinado momento de nossa trajetória pelo mundo, somos confrontados com nossas próprias sombras, com aquilo que de pior existe dentro de nós. Sim, porque somos seres humanos imperfeitos, guardamos rancor, temos inveja e vaidade, além do egoísmo, e tantos outros sentimentos ruins.

 

Ao longo do nosso caminho somos estimulados e empurrar esses sentimentos para debaixo do tapete, a vestirmos uma máscara de bons, a desempenharmos nosso papel social de maneira honesta. Isso é normal.

 

Mas muitas vezes de tanto empurrar nossos piores sentimentos para debaixo do tapete, tudo vai acumulando, acumulando, e quando essa energia sai, vira a vida do avesso. Mais fácil seria se tivéssemos autoconhecimento, soubéssemos lidar com esse nosso lado obscuro desde a infância, e assim, ao invés de reprimir, convivêssemos com ele de forma sadia.

 

Por exemplo: No caso de uma pessoa que sente inveja de outra por ter uma melhor situação financeira. Ela pode usar isso para se afogar no ódio, ou para aprender com o amigo como ele conseguiu chegar lá, e tentar trilhar caminho semelhante, sem desejar o mal para o outro.

 

Quando aceitamos o que sentimos, tanto de bom quanto de ruim, e aprendemos a conviver, estamos dando o primeiro passo para a vida verdadeira. Aquela em que somos fiéis a nossa própria identidade, nosso caráter, conhecemos nossos limites, e sabemos inclusive a hora de parar, com dignidade, quando sentimentos que chegamos nele.

 

Quem vive uma vida verdadeira não engana o próximo. Simplesmente se assume como é e mostra isso para o outro, ele concordando ou discordando. Não faz jogos. Não insinua possibilidades que sabe que não pode cumprir. Viver assim muitas vezes dói. Porque é muito mais fácil mentir, fingir, ou jogar as decisões para o outro, do que desenvolver as próprias atitudes (e correr risco de ser criticado, desprezado ou abandonado por isso). Mas o sacrifício tem sua recompensa. Colocar a cabeça no travesseiro todos os dias e saber que: fui fiel a quem eu sou, fui honesto com o próximo, cumpri um bom caminho.

 

Tome suas decisões. Lide com seus sentimentos. Mostre quem você é. Tenha atitude. Dirija seu carro. Viva uma vida verdadeira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: